Turismo comunitário

O que é turismo comunitário?

Há muito tempo me fazem essa pergunta e nunca consigo responder em uma frase, às vezes arrisco em um parágrafo, mas sempre falta algo…

Para quem nunca ouviu falar sobre turismo comunitário, fiz um resuminho que, entre conceitos e opinião própria, aborda o tema desde o ponto de vista de alguns atores sociais.

Então o que é mesmo turismo comunitário?

Para a comunidade anfitriã representa uma oportunidade de ter uma renda complementar, obter novos conhecimentos, organizar-se coletivamente, conhecer outras realidades a partir das experiências contadas por visitantes, valorizar a cultura local, entre muitos outros atributos que podem variar de acordo com o contexto de cada comunidade.

Para o Ministério do Turismo o Turismo de Base Comunitária “busca a construção de um modelo alternativo de desenvolvimento turístico, baseado na autogestão, no associativismo/cooperativismo, na valorização da cultura local e, principalmente, no protagonismo das comunidades locais, visando à apropriação por parte destas dos benefícios advindos do desenvolvimento da atividade turística.” (Mtur, 2008)

Para o visitante é uma oportunidade para conhecer e vivenciar o modo de vida local, ficar hospedado em casas de família, participar de atividades que fazem parte do cotidiano local, saborear comidinhas típicas caseiras, sendo a autenticidade da experiência uma das principais motivações da viagem.

Para o Projeto Bagagem “é a atividade turística que apresenta gestão coletiva, transparência no uso e destinação dos recursos e na qual a principal atração turística é o modo de vida da população local. Nesse tipo de turismo a comunidade é proprietária dos empreendimentos turísticos e há a preocupação em minimizar o impacto ambiental e fortalecer ações de conservação da natureza.”

Para a academia “é aquele em que as comunidades de forma associativa organizam arranjos produtivos locais, possuindo o controle efetivo das terras e das atividades econômicas associadas à exploração do turismo.” (Coriolano, 2009)

Para mim é uma opção de desenvolvimento do turismo e o que deu um novo sentido para minha atuação profissional, o que me permite realizar um trabalho com PROPÓSITO e PAIXÃO. Trabalhar por um turismo que promova o desenvolvimento em escala humana faz muito SENTIDO para mim. O turismo comunitário considera a dinâmica do território e aponta para uma nova lógica de mercado pautada nas relações. É um território onde tenho oportunidade para aprender e ensinar, conviver e partilhar, desconstruir e construir saberes, criar e co-criar, mas principalmente: SER.

Como pode ver seria muita ousadia minha tentar resumir essa resposta em uma frase, ou trazer apenas um conceito diante da riqueza com que cada ator social o contextualiza, enfatizando uma característica diferente que somadas, representam o “corpo” do turismo comunitário desenhado a muitas mãos.

Estamos todos, de alguma forma, desenhando esse corpo: conhecendo, desconstruindo, descobrindo e construindo o turismo comunitário. Que estejamos conscientes do nosso papel nessa construção e que nossa arte final possa representá-lo com autenticidade.

E para você, o que é turismo comunitário?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s